Camaragibe desenvolvendo os seus empreendedores

on .

 

bosco

A Prefeitura de Camaragibe, através da sua Secretaria de Desenvolvimento Econômico - Sedec, realizou a 9ª Reunião Plenária do Fórum da Microempresa, Empresa de Pequeno Porte e Empreendedor Individual de Camaragibe. O Fórum tem como principal objetivo discutir políticas voltadas aos pequenos negócios com o Poder Público e a esfera privada, além de reforçar as parcerias institucionais para o desenvolvimento dessas empresas e seus empreendedores.

O Vice-prefeito, Bosco Silva, que participou do Fórum junto com secretários municipais, representantes das entidades de apoio e outras envolvidas, e empresários locais, reafirmou a vocação de Camaragibe para o comércio e o desejo de trazer novas empresas para atuar no município: “A cidade do sim dá espaço para que as empresas venham se instalar em Camaragibe. A nossa cidade é o sim da abertura, das pequenas empresas. A nova história começa aqui, porque é onde se desenvolve”, afirmou Bosco.

De acordo com o Gerente da Unidade de Projetos Especiais e de Políticas Públicas do Sebrae-PE, Leonardo Carolino, o setor de micro e pequena empresa deve ter atenção e investimento de todos, dada a importância da quantidade de empregos que são gerados por ela e o movimento econômico causado: “Quem mais gerou emprego foi a micro e pequena empresa. De cada 100 empregados, 52 são empregados de micro e pequenas empresas”, afirma.

A grande preocupação das entidades de apoio, como a Jucepe e o Sebrae, ou de representação, Amicam, Amicro, Femicro, Facep, Fecomércio, são as dificuldades enfrentadas pelas empresas em todo o Estado, acarretando o fim de suas atividades. Segundo Leonardo, as dificuldades são tantas que Pernambuco é o estado que tem o maior índice de fechamento de empresas: “É um dado que precisa ser revertido. Não se tem um ambiente mais propício para colocar as dificuldades que podem ser trabalhadas. Esse é o objetivo do Fórum. Discutir para crescer, melhorar o ambiente de negócio, empregos, atrair outras empresas, com isso melhora a arrecadação e todos ganham”, explica Leonardo.

Segundo Carolino, alguns desafios precisam ser vencidos pelo gestor público para o crescimento desses setores, como infraestrutura, educação, saúde, segurança, entre outros. Ele ressaltou também a importância do Programa Cidades do Futuro, que foi lançado em setembro de 2009, no auditório da AMUPE, e tem como eixos de atuação o fortalecimento da rede e a implantação da Lei geral da Micro e Pequena Empresa, proporcionando benefícios como competitividade, desenvolvimento sustentável, inovação, entre outros.

O Fórum da Microempresa, Empresa de Pequeno Porte e Empreendedor Individual de Camaragibe é um espaço de formulação e proposição de políticas públicas que tem em sua composição como convidados permanentes os agentes financeiros oficiais (Caixa Econômica, Banco do Brasil e Banco do Nordeste), Governo Municipal (Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Secretaria de Administração, Procuradoria Geral do Município, Secretaria de Saúde/Vigilância Sanitária, Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente, Cootrim), Entidades de apoio (Jucepe, Sebrae), Entidades de representação (Amicam, Amicro, Femicro, Facep, Fecomércio) e o Poder Legislativo (Câmara Municipal).