Camaragibe finaliza primeiro curso de Formação Empreendedora no município

Dando continuidade ao fomento do empreendedorismo, visão de negócio e fortalecimento da economia local de Camaragibe, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico fechou parceria com o Instituto Fecomércio-PE para a realização do curso de Formação Empreendedora (FORME) no município. Nesta quarta-feira (11), após 33 encontros, foi realizada a conclusão da capacitação.

Para fechar o ciclo de quase dois meses de aprendizado, houve a realização da Feira do Empreendedor no dia 07, na Rua Eliza Cabral, na qual os alunos do curso puderam levar às ruas o seu negócio e seus produtos, e ainda a solenidade de conclusão do FORME, que contou com uma banca avaliadora para julgar o desempenho dos alunos. A banca foi composta pelos representantes da Agência de Fomento do Estado de Pernambuco (Agefepe), Albani Teixeira, da Caixa Econômica Federal, Frederico Freire, da Associação Empresarial de Camaragibe (Amicam), Lourdes Gama, do Sebrae em Pernambuco, Andreia Viana e João Albuquerque, e das secretárias de Comunicação e Desenvolvimento Econômico, Amanda Batista e Nívia Borba.

“Ações como essa contribuem de forma efetiva para o crescimento econômico e social do município, principalmente aqui em Camaragibe, que possui grande vocação empreendedora”, explica a secretária de Desenvolvimento Econômico, Nívia Borba.

O objetivo do FORME Empresarial é formar e qualificar empreendedores já estabelecidos, além de pessoas que desejam começar o seu negócio. Nos encontros são abordados temas como Autoconhecimento, Empreendedorismo e Gestão e Plano de Negócios.

“Acolher o Forme foi algo muito positivo, porque a vocação de Camaragibe é voltada para comércio e serviços, então como a capacitação foca nesse tipo de atividade, eu vejo que isso acrescenta muito ao município em relação à geração de renda. Sabemos que emprego está muito difícil”, disse a representante da Associação Empresarial de Camaragibe, Lourdes Gama. De acordo com ela, cursos como este ajuda a abrir o leque de negócios da cidade e aumentar a competitividade empresarial. “Durante o curso, os alunos utilizaram-se da criatividade e criaram novos tipos de negócios, dos quais a cidade ainda não explorou. É criatividade, ampliação de renda, emprego e oportunidade. Possíveis novos empreendedores cheios de paixão, diferencial e ânimo para fazer dar certo. É muito importante que o município dê continuidade à este fomento ao empreendedorismo”, esclarece.


Publicado em 12 de julho de 2018
Por Secretaria de Comunicação