Camaragibe lança Inventário de Bens Culturais nesta sexta (27/07)

Documento inicial reúne 15 patrimônios materiais e imateriais da cidade.

O resultado do Inventário Participativo dos Bens Culturais de Camaragibe será apresentado na sexta-feira (27/07), às 18h, no hall do Cine Teatro Bianor Mendonça Monteiro (Av. Dr. Pierre Collier, 441 – Vila da Fábrica). A apresentação será realizada pelo  grupo de trabalho formado pela Fundação de Cultura de Camaragibe, sociedade civil e movimentos sociais que se dedicou a  identificar e registrar o patrimônio material e imaterial da cidade. Em seguida, haverá apresentação do Boi Alvirrubro. O evento é aberto ao público, destinado a todos que desejam conhecer mais sobre os patrimônios culturais de Camaragibe e contribuir para para valorização e preservação dos bens da cidade. Na ocasião, será distribuído um material impresso contendo as fichas de 15 bens culturais inventariados até o momento de um total de 134 bens elencados na pesquisa e que serão tratados nas próximas fases do inventário. O material também estará disponível em formato digital na íntegra na página www.facebook.com/camaragibecultura.

O inventário é o instrumento destinado a se conhecer e proteger o patrimônio cultural de uma cidade, estado ou país. Este trabalho é realizado em diversos locais pelas instituições culturais e governos. O Inventário de Camaragibe traz informações sobre 15 Bens Culturais, sendo cinco materiais e dez imateriais. Entre eles, estão os engenhos Camaragibe e Timbi, a República dos Solteiros, a Gruta de Nossa Senhora de Lourdes, a Escola de Samba Couro de Gato, e personalidades como Jota do Acordeon, Beto Hortis e Seu Borba.

O processo de construção do inventário foi realizado de forma participativa, sendo coordenado pelo gestor de Patrimônio da Fundação de Cultura de Camaragibe, Josivan Rodrigues. Desde agosto de 2017, o grupo coleta informações, visita e conhece locais históricos e manifestações culturais que tenham importância histórica e simbólica para a cidade. Fizeram parte do  grupo de trabalho diversos agentes culturais da cidade como professores, artistas, estudantes e arquitetos.

Em reuniões quinzenais, o grupo analisou, organizou e debateu sobre quais os patrimônios materiais e imateriais do município deveriam ser inventariados neste primeiro momento. “Utilizamos uma metodologia participativa desenvolvida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), na qual a comunidade tem papel de protagonista do processo, e constitui uma excelente ferramenta de educação patrimonial, incentivando as relações de pertencimento dos cidadãos com seu patrimônio histórico e cultural”, explica Josivan Rodrigues.

Após o registro dos bens culturais em documento, o município, através da sociedade civil e dos poderes públicos executivo e legislativo, poderá  elaborar políticas públicas com o objetivo de torná-los conhecidos amplamente pela população e visitantes, promover a educação patrimonial, a valorização e a preservação destes bens.

SERVIÇO

Apresentação do Inventário Participativo dos Bens Culturais de Camaragibe e encerramento com apresentação do Boi Alvirrubro

Sexta-feira (27 de julho), às 18h

Hall do Cine Teatro Bianor de Mendonça Monteiro –  Av. Dr. Pierre Collier, 441 – Vila da Fábrica, Camaragibe.

Aberto ao Público

Mais informações:

www.camaragibe.pe.gov.br

www.facebook.com/camaragibecultura

https://www.instagram.com/culturacamaragibe/

 


Publicado em 26 de julho de 2018
Por Secretaria de Comunicação