Coronavírus: Prefeitura de Camaragibe fecha dez lojas de comércio não essencial

A prefeitura de Camaragibe, por meio do Controle Urbano, fechou, nesta quinta-feira (14), dez lojas na rua Eliza Cabral, centro comercial do município. Os estabelecimentos fiscalizados não atendiam aos decretos municipal e estadual que determina o funcionamento apenas do comércio essencial. As equipes do Controle Urbano também realizaram a distribuição de máscaras para os cidadãos e orientaram as pessoas sobre a necessidade do isolamento social.

A partir de sábado (16), quando entrará em vigor um novo decreto estadual estabelecendo uma quarentena mais rígida, a prefeitura vai interditar as lojas que reincidirem nas irregularidades – para tal, contará com o apoio da Guarda Municipal e da Polícia Militar.

De acordo com a secretária de Planejamento, Meio Ambiente e Orçamento Participativo do município, Eliana Viana, a preocupação é com o fluxo de pessoas que vão a esses locais que descumprem a quarentena. “Nosso objetivo não é penalizar o comerciante, mas proteger a população camaragibense contra a Covid-19 que tem feito cada vez mais vítimas, não só na nossa cidade, mas no mundo”, destacou.

Os comércios poderão voltar às atividades, após o cumprimento autorização do Governo do Estado, caso não tenham sua licença de funcionamento cassada. A prefeitura de Camaragibe está realizando ações constantes de conscientização e fiscalização de ambulantes e comércios não essenciais espalhados por vários pontos do município que não estão cumprindo a quarentena estipulada. Os agentes têm trabalhado na conscientização para que ambulantes e comerciantes mantenham os estabelecimentos fechados.


Publicado em 14 de maio de 2020
Por Secretaria de Comunicação